Centro de Juventude

Os Centros da Juventude, CEJ são espaços integralmente concebidos para promover as acções voltadas para a garantia dos direitos e deveres dos adolescentes e jovens perante a sociedade civil, através de políticas do governo. Estes espaços, que hoje se avistam por todo o arquipélago se apresentam como um ponto de encontro juvenil a nível dos concelhos e oferecem uma série de oportunidades aos jovens nas diferentes áreas.

Os principais objectivos dos CEJ vertem pela criação de espaços multifuncionais ao serviço dos jovens e garantem o acesso às novas tecnologias de informação e de comunicação; Igualmente visam capacitar e formar jovens de forma a terem maior responsabilidade no processo de desenvolvimento do país e a inserirem melhor no mercado do trabalho, como também provocar mudanças de atitudes e de comportamentos através de acções de informação, educação e comunicação; O aconselhamento tanto dos jovens como das suas famílias sobre diversas matérias conducentes ao desenvolvimento pessoal e social, constituem também mais um dos intentos dos CEJ, bem como a sua participação nas localidades mais dispersas do país, nas acções de informação, sensibilização e prevenções concebidas nos Centros.

Os Centros incentivam diariamente a participação dos jovens nas actividades de cultura, lazer, desportos e principalmente, a sua integração nos cursos de qualificação com orientação profissional e certificação, além do atendimento psicossocial com técnicos especializados que os CEJ oferecem, com a intenção de provocar um impacto positivo no comportamento dos jovens e contribuir para a construção do seu projecto de vida.
{highslide type="item" itemid=38 outlineType="rounded-white" width=700 height=400 captiontext="This is demo content" }
Contamos hoje no país com 14 Centros da Juventude
{/highslide}

Centro Móvel
O Centro Móvel é um Projecto inovado, iniciou-se em Setembro de 2008, como uma experiência piloto na Ilha Santiago.

Com a aquisição de um Hiace devidamente equipado com equipamentos informáticos (6 computadores, quadros, cadeiras, mesas) denominado Centro Móvel, a DGJ em parceria com as Associações locais, conseguiu levar cursos de iniciação à informática, acções de informação, sensibilização, prevenção e aconselhamento a mais de 120 jovens zonas pericurféricas da capital do país, tais como : S. Martinho, Casa Lata, Baía de Nª Srª Da Luz, Pensamento, São Pedro , Safende , Achada Grande Tráz, onde não existem Centros nem Telecentros ou onde a energia eléctrica é insuficiente ou mesmo inexistente .

Sendo um projecto que constitui uma mais-valia para o sector, beneficiando essencialmente jovens dos bairros periféricos e muitas das vezes bairros considerados problemáticos, criando condições de aprendizagem e incentivando aos jovens o gosto para novas tecnologias de informação, prevê-se o alargamento as outras ilhas.
Os Centros incentivam diariamente a participação dos jovens nas actividades de cultura, lazer, desportos e principalmente, a sua integração nos cursos de qualificação com orientação profissional e certificação, além do atendimento psicossocial com técnicos especializados que os CEJ oferecem, com a intenção de provocar um impacto positivo no comportamento dos jovens e contribuir para a construção do seu projecto de vida.